Estudo das propriedades mecânicas de filmes de proteína de soro de leite modificados com óleo de coco

Gabriel Augusto Ampessan, Danilo Giarola

Resumo


A utilização de embalagens sintéticas provoca problemas ambientais consideráveis, para tanto, acredita-se que os biopolímeros constituem uma forma alternativa para o desenvolvimento de embalagens por serem biodegradáveis, não causando impactos ao meio ambiente. Este trabalho teve por objetivo produzir e avaliar as propriedades mecânica e óptica de filme proteico de soro de leite, modificados com óleo de coco, para aplicação como embalagens alimentícias. Os biofilmes mostraram-se homogêneos e quando se aumentou a concentração de óleo de coco, os biofilmes obtiveram coloração levemente amarelada e um aumento gradual da opacidade, além de um aumento da espessura que afetou o módulo de Young, proporcionando filmes mais rígidos por não terem incorporado todos os lipídeos do óleo na matriz. Dentre os valores de elongação obtidos o filme com 2% de óleo de coco foi o único que não apresentou características de um filme fraco, sendo considerado um filme com elongação moderada. Sendo assim, os biofilmes elaborados não apresentam propriedades mecânicas suficientes para aplicação como embalagens, mas apesar das evidências apresentadas, novos estudos, assim como o desenvolvimento de novos alimentos enriquecidos com as proteínas do soro, são opções que possuem grande potencial de aplicação.


Palavras-chave


beta-lactoglobulina, filme biodegradável, óleo de coco, propriedades mecânicas, proteína de soro de leite.



Revista Ciências Exatas e Naturais - RECEN. Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO/PR, BRASIL.

ISSN 2175-5620 ON LINE; 1518-0352 IMPRESSO