Omissão de macronutrientes no crescimento inicial de Tabebuia ochraceae

Macronutrients omission on initial growth of Tabebuia ochraceae

Cristiane Ramos Vieira, Oscarlina Lúcia dos Santos Weber, José Fernando Scaramuzza

Resumo


Conhecer as exigências nutricionais de uma espécie permite intervir com práticas mais eficientes de adubação desde seu crescimento inicial. Uma das técnicas que auxiliam na obtenção de dados nutricionais é a de omissão de nutrientes. Portanto, objetivou-se identificar a sintomatologia visual das deficiências de macronutrientes, avaliar o crescimento e qualidade das mudas de ipê amarelo (Tabebuia ochraceae Cham.) Standl., cultivadas em solução nutritiva. O experimento foi realizado na casa de vegetação da Universidade Federal de Mato Grosso, onde o clima predominante é o tropical úmido, precipitação média de 1300 mm e temperatura média de 26 ºC. As mudas de Tabebuia ochraceae foram produzidas em tubetes e transplantadas para tubos de PVC com areia ao atingirem 20 cm e submetidas, por 15 dias, à solução nutritiva completa, com renovação a cada cinco dias. Em seguida, foram submetidas, por 90 dias, à soluções nutritivas: completa (com macro e micronutrientes) e com omissões de N, P, K, Ca, Mg e S, em delineamento inteiramente casualizado, com sete tratamentos e quatro repetições. Após 90 dias, verificou-se o crescimento em altura, diâmetro de colo, além da qualidade das mudas, massa seca e os teores de macronutrientes. Os sintomas de deficiências foram identificados a cada 15 dias. Aos dados obtidos aplicou-se a Anova e Tukey a 5% e concluiu-se que P foi o macronutriente que mais limitou o crescimento das mudas de Tabebuia ochraceae; N, K e Ca limitaram a produção de massa seca, sendo que as maiores concentrações verificadas foram de N, P e K.

Abstract

To understand the nutritional requirements of a species allows the intervention practices with more efficient fertilizer since its initial growth. One of the techniques that assist in obtaining nutritional data is the omission of nutrients. This study aimed to identify the visual symptoms of macronutrients deficiencies, evaluate the growth and quality of yellow tree seedlings (Tabebuia ochraceae Cham.) Standl., submitted to nutrient solution. The experiment was conducted in a green house at the Mato Grosso Federal University, where the climate is humid tropical, with average rainfall of1300 mm and average temperature of 26 °C. Tabebuia ochraceae seedlings were grown in plastic tubet and transplanted to PVC tubes with sand when they reached 20 cm and were submitted by 15 days to nutritive complete solution, with renewal every five days. Then, submitted by 90 days to complete solutions (with macro and micronutrients) and omission of N, P, K, Ca, Mg and S in a completely randomized design with seven treatments and four replications. After 90 days was verify the growth in height, diameter, seedlings quality, dry weight and macronutrient concentration. The symptoms disabilities were identified every 15 days.It was applied the analysis of variance and Tukey 5% test for the data, concluding that P was the macronutrient that more limited the growth of Tabebuia ochraceae seedlings; N, K and Ca in biomass. The highest concentrations were of N, P and K.


Palavras-chave


Tabebuia ochraceae; elemento faltante; nutrição de plantas

Texto completo:

PDF


AMBIÊNCIA

Rua: Simeão Camargo Varela de Sá, 03
Bairro Vila Carli – CEDETEG
85040-080  Guarapuava-Paraná-Brasil
ISSN 1808-0251 (Print) - Ambiência ISSN 2175-9405 (Online)

        Logotipo do Crossref               

Periódicos Qualis - Plataforma Sucupira

Qualis B2 - Ensino

Qualis B3 - Interdisciplinar

Qualis B3 - Planejamento Urbano e Regional / Demografia

Qualis B2 - GEOGRAFIA

Qualis B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo

InfoBase Index - IBI Factor 2016 = 2,5


Large Visitor Globe     

                        Copyright © 2005-2017 Editora Unicentro
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.