Estudo da relação entre à apropriação do cerrado e os condicionantes geoambientais na bacia hidrográfica do rio Tenente Amaral – MT

Relationship between the study of the ownership of cerrado and geoenvironmental upshots in the river basin of Tenente Amaral- MT

Clebersom Ribeiro de Jesuz, Ingrid Regina da Silva Santos, Roberto Nunes Vianconi Souto

Resumo


A apropriação da natureza pela ação social estabelece estratégias próprias de produção e organização espacial. O presente artigo tem como objetivo realizar uma análise multitemporal do uso e ocupação da terra entre os anos de 2002 a 2014, para a Bacia Hidrográfica do rio Tenente Amaral – MT, considerando as unidades geoambientais e as adequações às leis ambientais. Com esse propósito, a metodologia adota técnicas de geoprocessamento validadas por trabalho de campo. O processamento dos dados pode ser subdividido nas seguintes etapas: (a) análise multitemporal do avanço agropastoril, (b) delimitação das nascentes e suas respectivas Áreas de Proteção Permanente (APP), e (c) identificação do uso inadequado das áreas protegidas por lei. A análise multitemporal utiliza-se dos mapeamentos realizados pela WWF-Brasil para a Bacia do Alto Paraguai, de forma sistemática nos anos de 2002, 2008, 2010, 2012 e 2014. A Bacia Hidrográfica do rio Tenente Amaral ainda possui aproximadamente 32% de área de vegetação natural. A agricultura instala-se na morfoescultura do Planalto dos Guimarães, onde se encontra maior estabilidade geoambiental para tal uso, enquanto na Depressão Interplanáltica de Rondonópolis, os usos de maior destaque são a pecuária extensiva na zona de transição dessas duas morfoesculturas, e de subsistência no modo camponês de pequeno porte. As nascentes e suas APPs estão sendo usadas de forma ilegal, principalmente pela pecuária, na área da Depressão de Rondonópolis.

Abstract

The appropriation of nature by social action establishes own strategies of production and spatial organization. This paper aims to conduct a multi-temporal analysis of the use and occupation of land between the years 2002-2014, to the basin of the river Tenente Amaral - MT, considering the geo-environmental units and adjustments to environmental laws. For this purpose, the methodology adopted geoprocessing techniques validated by fieldwork. Data processing can be subdivided into the following steps: (a) multi-temporal analysis of agropastoral advance, (b) definition of springs and their respective Permanent Protection Areas (PPA), and (c) identification of inappropriate use of areas protected by law. The multi-temporal analysis utilizes the mapping carried out by WWF-Brazil to the upper Paraguay River Basin, systematically in the years 2002, 2008, 2010, 2012 and 2014. The basin of the river Tenente Amaral also owns approximately 32% of the area’s natural vegetation. Agriculture settles in the morphosculpture of Guimarães Plateau, where most geoambinetal stability for such use, while in Rondonópolis Depression, the most prominent uses are extensive cattle ranching in the transition zone of these two morphosculptures, and subsistence agriculture in small peasant mode. The sources and their PPAs are being used illegally, mainly by livestock in the area of Rondonópolis Depression.


Palavras-chave


Morphosculpture; Multitemporal Analysis; Use and occupation of land.

Texto completo:

PDF


AMBIÊNCIA

Rua: Simeão Camargo Varela de Sá, 03
Bairro Vila Carli – CEDETEG
85040-080  Guarapuava-Paraná-Brasil
ISSN 1808-0251 (Print) - Ambiência ISSN 2175-9405 (Online)

        Logotipo do Crossref               

Periódicos Qualis - Plataforma Sucupira

Qualis B2 - Ensino

Qualis B3 - Interdisciplinar

Qualis B3 - Planejamento Urbano e Regional / Demografia

Qualis B2 - GEOGRAFIA

InfoBase Index - IBI Factor 2016 = 2,5


Large Visitor Globe     

                        Copyright © 2005-2018 Editora Unicentro
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.