Intencionalidade e ética formal em Husserl

Fernando Maurício Silva

Resumo


Avaliamos criticamente os Cursos de ética que Husserl ministrou em Göttingen e Freiburg entre os anos 1908 e 1924, contidos na Hua, XXV (Conferências sobre Fichte), Hua, XXVI (Artigo da revista Kaizo), Hua, XXVIII (Lições pré-guerra) e principalmente os Cursos da Hua, XXXVII. Descrevemos os argumentos e pressupostos de Husserl e o alcance de suas conclusões positivas no que diz respeito à divisão da ética. Discutimos criticamente como sua teoria da intencionalidade participa da fundamentação da ética e em que medida sua estrutura formal é suficiente para dar conta de uma axiologia.


Palavras-chave


Husserl. Ética formal. Axiologia. Leis formais.

Texto completo:

PDF


 

ISSN 2179-9180