Manejo de Grapholita molesta em pomares de pessegueiro no Paraná

Alex Sandro Poltronieri, Joselia Maria Schuber

Resumo


O excesso de aplicações realizadas nos pomares de pessegueiro para o controle de Grapholita molesta com inseticidas fosforados, carbamatos e piretróides vêm causando conseqüências, como a resistência do inseto a esses produtos, além de atingir organismos não alvo, contaminar o ambiente e afetar a saúde humana. Visando reduzir estes impactos indesejáveis, há a necessidade do desenvolvimento de técnicas mais precisas de monitoramento de G. molesta e da adoção de novas alternativas no controle do inseto. Trabalhos realizados com inseticidas seletivos como os reguladores de crescimento de inseto e a técnica de confusão sexual revelaram-se alternativas viáveis para o controle da G. molesta, podendo ser adotadas nos pomares de pessegueiros do Estado do Paraná, favorecendo o desenvolvimento de inimigos naturais e reduzindo os riscos de contaminação ambiental e humana.



Palavras-chave


Prunus persicae; mariposa-oriental; manejo de pragas.

Texto completo:

RESUMO PDF


AMBIÊNCIA

Alameda Élio Antonio Dalla Vechia, n. 838,
Bairro Vila Carli – CEDETEG
85040-167  Guarapuava-Paraná-Brasil
ISSN 1808-0251 (Print) - Ambiência ISSN 2175-9405 (Online)

        Logotipo do Crossref               

Periódicos Qualis - Plataforma Sucupira

Qualis B2 - Ensino

Qualis B3 - Interdisciplinar

Qualis B3 - Planejamento Urbano e Regional / Demografia

Qualis B2 - GEOGRAFIA

InfoBase Index - IBI Factor 2016 = 2,5


Large Visitor Globe     

                        Copyright © 2005-2019 Editora Unicentro
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.