A contribuição da Etnobotânica na elaboração de políticas públicas em meio ambiente – um desafio na aproximação do discurso à prática

The contribution of ethnobotany in the elaboration of public policies on the environment - a challenge in bringing

Joyce Alves Rocha, Elza Neffa, Luiz Leandro

Resumo


Este estudo, cujo objetivo consiste em apontar os entraves para realizar a transposição do discurso Etnobotânico à práxis social, delineia o panorama das transformações político-jurídicas do meio ambiente no cenário mundial e nacional, enfocando a contribuição das populações tradicionais e de seus saberes para o desenvolvimento de ações de conservação ambiental. Apresenta, ainda, a importância da participação popular na tomada de decisões e na formulação de políticas públicas de meio ambiente. O presente estudo ocorre em uma abordagem qualitativa de pesquisa, sendo operacionalizada na perspectiva da pesquisa bibliográfica fundamentada na contextualização teórica internacional e nacional do surgimento do socioambientalismo. Nesse cenário, realizamos o levantamento bibliográfico a partir das bases de dados (SciELO, Embrapa, Capes e BDTD) para a revisão de artigos em periódicos, onde cruzamos o termo Etnobotânica com expressões como política ambiental, política pública, preservação ambiental, conservação ambiental e manejo sustentável. Por meio da interpretação do olhar dos autores da Etnobotânica sobre as questões ambientais e do avanço desse campo do saber em direção ao seu potencial de aplicabilidade para soluções de problemas socioambientais, foram identificados elementos que apontam distanciamento em relação à apropriação da Etnobotânica como subsídio para elaboração de políticas públicas. Nessa perspectiva, foram identificados obstáculos na aproximação do discurso à prática.

Abstract 

This study´s main goal is to point out the obstacles with the transposition of Ethnobotanical discourse to social practice based on the transformations of political and legal environments in global and national scenarios. It presents the importance of popular participation in decision-making and environmental policy-making and focuses on the contribution of traditional people and their knowledge of actions in favor of environmental conservation. Using a qualitative research approach grounded in the theoretical context of the national and international emergence of Socioenvironmentalism, virtual database research (SciELO, Embrapa, Capes and BDTD) was used as a methodological tool to complete a comprehensive review of journal articles crossing the word Ethnobotany with terms such as environmental policy, public policy, environmental conservation, sustainable management, traditional knowledge and biodiversity. Through interpreting authors´ perspectives of Ethnobotany on environmental issues and the advancement of this field of knowledge toward its potential applicability of solutions to environmental problems, the findings of the study show the distance of the appropriation of ethnobotany as subsidy for developing public policies. Pointing out the difficulties in the approach to the practice of its discourse, we seek to study the barriers to implementation of Ethnobotany in the formulation of public policy.


Palavras-chave


Etnobotânica, política pública ambiental, conhecimento tradicional, meio ambiente

Texto completo:

PDF


AMBIÊNCIA

Alameda Élio Antonio Dalla Vechia, n. 838,
Bairro Vila Carli – CEDETEG
85040-167  Guarapuava-Paraná-Brasil
ISSN 1808-0251 (Print) - Ambiência ISSN 2175-9405 (Online)

        Logotipo do Crossref               

Periódicos Qualis - Plataforma Sucupira

Qualis B2 - Ensino

Qualis B3 - Interdisciplinar

Qualis B3 - Planejamento Urbano e Regional / Demografia

Qualis B2 - GEOGRAFIA

InfoBase Index - IBI Factor 2016 = 2,5


Large Visitor Globe     

                        Copyright © 2005-2019 Editora Unicentro
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.