DINÂMICA DA ARAUCARIA ANGUSTIFOLIA (BERT.) O. KTZE. E ILEX PARAGUARIENSIS ST. HIL. EM DUAS FLORESTAS DE ARAUCÁRIA NO ESTADO DO PARANÁ, BRASIL

Geise de Góes Canalez, Ana Paula Dalla Côrte, Carlos Roberto Sanquetta, Diego Morel Berni

Resumo


Neste trabalho, estudaram-se o crescimento volumétrico, a mortalidade e o recrutamento das espécies Ilex paraguariensis St. Hil. e Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze em duas florestas de araucária localizadas no Estado do Paraná, Brasil. Os dados foram coletados em 4 parcelas permanentes, no município de São João do Triunfo e 8 nos municípios de General Carneiro e Coronel Domingos Soares, medidas a partir de 1998, todas com 1,00 hectare cada, exceto uma com 0,5 hectare em São João do Triunfo. As espécies foram analisadas por meio de indicadores estruturais e dinâmicos: IVI, abundância, área basal, volume, distribuição diamétrica, distribuição espacial, recrutamento, mortalidade e incrementos. Os resultados demonstraram que em sete anos de dinâmica estrutural a espécie Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze, teve decréscimo acentuado na sua posição de importância na comunidade já a espécie Ilex paraguariensis St. Hil., de maneira geral, manteve seu IVI nas comunidades. Observou-se na comunidade de São João do Triunfo, a espécie Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze, passa por una diminuição de densidade, porque a mortalidade está sendo maior que o recrutamento, entretanto na área de General Carneiro o quadro é inverso, está ocorrendo um aumento na densidade total para a espécie. Já para a Ilex paraguariensis St. Hil., a densidade tem aumentado gradativamente. Assim, evidenciou-se que as duas florestas, com relação às duas espécies analisadas, apresentaram comportamentos diferentes em termos de recrutamento, mortalidade e crescimento volumétrico e a provável causa para isso tenha sido a diferença no histórico de exploração no passado, bem como outros fatores relacionados ao sítio. A área de General Carneiro e Coronel Domingos Soares apresentou maior crescimento para estas duas espécies que a área de São João do Triunfo, com valor incremento volumétrico periódico anual (IPA vol) médio de 2,163 m3/ha.ano-1 e 0,608 m3/ha.ano-1 para araucária e erva-mate, respectivamente, enquanto que em São João do Triunfo o crescimento foi de 1,891 m3/ha.ano-1 e 0,255 m3/ha.ano-1, respectivamente. Concluiu-se que, perdurando o atual quadro, estas duas espécies presentes nestas florestas estudadas deverão continuar a se desenvolver em termos estruturais nos próximos anos.


Texto completo:

PDF


AMBIÊNCIA

Alameda Élio Antonio Dalla Vechia, n. 838,
Bairro Vila Carli – CEDETEG
85040-167  Guarapuava-Paraná-Brasil
ISSN 1808-0251 (Print) - Ambiência ISSN 2175-9405 (Online)

        Logotipo do Crossref               

Periódicos Qualis - Plataforma Sucupira

Qualis B2 - Ensino

Qualis B3 - Interdisciplinar

Qualis B3 - Planejamento Urbano e Regional / Demografia

Qualis B2 - GEOGRAFIA

InfoBase Index - IBI Factor 2016 = 2,5


Large Visitor Globe     

                        Copyright © 2005-2019 Editora Unicentro
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.