Identificação de tendências sazonais de insolação, precipitação, temperatura máxima e temperatura mínima nos biomas do Brasil

Júlio César Penereiro, Denise Helena Lombardo Ferreira

Resumo


O objetivo deste trabalho foi identificar tendências em séries temporais de insolação, precipitação pluviométrica acumulada mensal e temperaturas máxima e mínima do ar, nas quatro estações do ano, registradas em 138 localidades distribuídas pelos biomas do Brasil. Os dados foram extraídos do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), no período de 1961 a 2018. Aplicaram-se os testes estatísticos de Mann-Kendall e de Pettitt, considerando os níveis de significância comumente adotados na literatura científica (5% e 10%). Os resultados estatísticos e os mapas de distribuições de tendências sazonais permitiram observar que todos os biomas exibiram ausências de tendências significativas na precipitação. No entanto, as maiores quantidades de tendências positivas nas temperaturas e insolação foram observadas no verão na Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica. Tendências negativas foram observadas na insolação e temperaturas durante o inverno, especialmente na Mata Atlântica, Pampa e Caatinga. Presume-se que essas tendências podem estar relacionadas aos eventos El Niño e La Niña, assim como às interferências humanas.


Palavras-chave


Testes estatísticos. Influência solar. Mudanças climáticas. Biomas brasileiros.

Texto completo:

PDF


AMBIÊNCIA

Alameda Élio Antonio Dalla Vechia, n. 838,
Bairro Vila Carli – CEDETEG
85040-167  Guarapuava-Paraná-Brasil
ISSN 1808-0251 (Print) - Ambiência ISSN 2175-9405 (Online)

            

Periódicos Qualis - Plataforma Sucupira

Qualis B2 - Ensino

Qualis B3 - Interdisciplinar

Qualis B3 - Planejamento Urbano e Regional / Demografia

Qualis B2 - GEOGRAFIA


Large Visitor Globe     

                        Copyright © 2005-2021 Editora Unicentro
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.