A noção de mímēsis no livro III d’a República de Platão como indício do caráter oral da poesia grega

Juliano Orlandi

Resumo


O tema do presente artigo é o uso platônico do termo mímēsis, imitação, no Livro III d’A República. Inicialmente, destacam-se três passagens em que o vocábulo apresenta sentidos diversos e, em certa medida, conflitantes. Eles se diferenciam sobretudo em dois pontos: os autores do processo de imitação e o momento da experiência poética em que ela ocorre. Ora a mímēsis é tomada como uma ação realizada pelos poetas na composição de suas obras, ora pelos rapsodos ou atores na encenação das narrativas e ora pelo público na recepção dos poemas. Num segundo momento, o artigo procura resolver a dificuldade terminológica se valendo das pesquisas de Milman Parry, Eric Havelock e Luc Brisson a respeito do caráter oral da poesia grega tradicional.


Palavras-chave


Platão. Mímēsis. Poesia.

Texto completo:

PDF


 

ISSN 2179-9180

 

 

 
 
Image result for logo latindex