O bêbado, o louco e o acrático em Aristóteles

Marisa Lopes

Resumo


O que bêbado, louco e acrático teriam em comum segundo Aristóteles? Essa
é a questão que procurarei responder apresentando uma hipótese interpretativa que, a despeito de não ser inédita, também não é tradicional. Segundo essa hipótese, a akrasía seria melhor descrita como impedimento ou suspensão da atividade racional provocada pela superabundância de um apetite do que como fraqueza da vontade.


Palavras-chave


Aristóteles. Akrasía. Razão. Desejo.

Texto completo:

PDF


 

ISSN 2179-9180